LUIZINHO AR CONDICIONADO 970X90
Lettech 970x90
NORTE PIONEIRO

Mesmo “sob pressão”, aumenta adesão à greve dos professores

APP acusa governo de pressionar professores por não adesão à paralisação

04/07/2019 20h57
Por: Redação
Fonte: Lucas Aleixo - Tribuna do Vale

Mesmo com as reclamações de pressão por parte do governo do Estado, por meio dos Núcleos Regionais de Educação e até de alguns diretores de escolas, o número de professores que aderiram à greve da classe tem aumentado significativamente no Norte Pioneiro.

Se na semana passada a adesão era zero em muitos municípios, hoje há registros de escolas fechadas em diferentes cidades da região e uma mobilização que já provoca impactos expressivos, seguindo o crescimento do movimento em todo o Estado.

Wenceslau Braz é um caso que ilustra bem essa situação. Há poucos dias não havia registro de nenhum professor aderindo à greve. Nesta quinta-feira (4), porém, todas as escolas da zona urbana do município ficaram fechadas devido à paralisação dos professores.

O Núcleo Regional de Educação de Wenceslau Braz, que abrange outros seis municípios, não tem uma estatística sobre quantos professores aderiram à greve, entretanto uma estimativa extraoficial é que de 60% a 70% dos profissionais estejam com as atividades paralisadas.

Já o Núcleo Regional de Educação de Ibaiti divulgou por meio de nota na manhã desta quinta-feira, que 16 das 33 escolas estavam com as atividades parcial ou totalmente paralisadas.

O Núcleo Regional de Educação de Jacarezinho foi procurado pela Tribuna do Vale, mas não forneceu os dados, orientando a reportagem para tentar contato com a Secretaria de Educação do Paraná, que até o fechamento desta edição não retornou a ligação.

De acordo com a APP-Sindicato no Núcleo de Jacarezinho cerca de 70% dos professores aderiram à greve. Além disso, o sindicato também garante que em todos os municípios da região já existe algum tipo de adesão à paralisação da rede estadual.

CRESCIMENTO E PRESSÃO

De acordo com o presidente da APP-Sindicato em Jacarezinho, Roberto Potzik, o número de adesões deve aumentar ainda mais nos próximos dias. “Depois do ato em Curitiba, da não proposta do governador e do projeto de lei para reajustar em 0,5% os salários, a greve teve um aumento exponencial. A estimativa é de chegarmos a 90% de adesão nos próximos dias caso a classe não receba uma proposta de negociação por parte do governo”, projeta.

O sindicalista ainda reclama de uma suposta pressão recebida pelos professores por parte do governo do Paraná, dos Núcleos de Educação e até de alguns diretores. “E o que impressiona é que a greve cresce mesmo com a enorme pressão que estamos sofrendo do governo, através da Secretaria de Educação e dos Núcleos Regionais. Até alguns diretores têm feito pressão nos professores. Isso tem inibido muita gente, deixando-as com medo de cruzarem os braços, mas a greve vai aumentar com toda certeza se não houver uma mudança nesse cenário de desvalorização completa de todos os servidores públicos”, finaliza.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Santo Antônio da Platina - PR
Atualizado às 16h26
24°
Muitas nuvens Máxima: 24° - Mínima: 17°
24°

Sensação

19.2 km/h

Vento

84.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Foto Valdir
Ademir Imóveis 300x600
TOCA LANCHES
Cinema Caffe 300x600
WhatsApp Tá no Site Notícias
RM AR CONDICIONADO
Rodoviário Afonso 300x250
Lettech 300x250
CINEMA CAFFE 300x250
Blogs e colunas
PIPELINE PISCINAS
Foto Valdir
WhatsApp Tá no Site
KANOA TROPICAL HOTEL
SICOOB
CDS 300x250
Últimas notícias
LUIZINHO AR CONDICIONADO 300X250
SCHMIDT MOTOS 300x250
Mais lidas
Óptica Visão
Supermercado Real 300x250 nas notícias
NEFERSON 300x250 NOTÍCIAS
AUTOAR REVISORA 300x250
CENTRO AUTOMOTIVO BEIRA RIO 300x250 INTERNA