12°C 27°C
Santo Antônio da Platina, PR
Publicidade

BRDE libera R$ 621,5 milhões para o agronegócio durante o Show Rural, em Cascavel

O montante atende desde as principais cooperativas do Paraná, até pequenos produtores rurais que poderão aumentar a produtividade em suas propried...

06/02/2024 às 18h15
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Ari Dias/AEN
Foto: Ari Dias/AEN

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) liberou nesta terça-feira (6) R$ 621,5 milhões para investimentos do agronegócio durante o Show Rural Coopavel, em Cascavel, no Oeste do Estado. O montante atende desde as principais cooperativas do Paraná até pequenos produtores rurais que poderão aumentar a produtividade em suas propriedades. Os financiamentos são, principalmente, para ações de inovação no agronegócio.

Continua após a publicidade

“Assinamos alguns contratos com coooperativas e com pequenos agricultores na parte de inovação. Isso é um retrato daquilo que fazemos no dia a dia no BRDE, que é criar boas parcerias, boas oportunidades e gerar desenvolvimento econômico e social para estados do Sul do Brasil”, disse o diretor-financeiro do BRDE, Wilson Bley Lipski, que representa o Paraná no banco.

Só para as cooperativas, o BRDE liberou R$ 617 milhões em financiamentos. Os valores serão usados conforme a necessidade administrativa/operacional de cada uma, explica o presidente da C.Vale, Alfredo Lang, que representou o setor na assinatura com o BRDE em Cascavel. “Esse financiamento é importante para as cooperativas continuarem promovendo o desenvolvimento. São recursos que vão para várias atividades do agro e que com certeza terão como retorno a maior produtividade, o maior volume de produção das cooperativas”, afirmou.

O maior aporte é justamente para a C.Vale. São R$ 150 milhões para ampliação e modernização de diversas unidades de armazenamento da cooperativa, que é uma das maiores processadoras agroindustriais do Estado. Possui 188 unidades de negócios no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, além do vizinho Paraguai. No total, tem 26 mil associados e emprega 13 mil colaboradores.

A Cooperativa dos Produtores Familiares de Paiçandu (Coprofap), no Noroeste, por sua vez, vai receber financiamento de R$ 700 mil para serem investidos na agroindústria, na instalação de uma nova cobertura e fechamentos metálicos, além da aquisição de equipamentos e utensílios para sua cozinha industrial. Ainda fazem parte do financiamento recursos para capitalização da cooperativa, os quais serão aplicados para ajustar o fluxo de caixa e melhorar a conciliação dos pagamentos aos associados, com antencipação dos repasses.

A Coprofap é formada por 85 agricultores familiares, sendo 31% dos sócios compostos por mulheres e 25% por sócios jovens. A cooperativa se dedica à produção de alimentos com ênfase em panificados e hortifrutigranjeiros. Cerca de 90% da produção é destinada para merenda escolar tanto da rede estadual de ensino como de escolas municipais.

Continua após a publicidade

Representante da Coprofap na assinatura com o BRDE, Elizabete Borges explicou que o financiamento vai permitir que a cooperativa de Paiçandu expanda sua atuação, conquistando novos mercados. “Agora temos a marca da cooperativa, a Paican, que vai colocar nossos produtos, como farinhas e biscoitos, no mercado convencional. Por isso esse financiamento vai nos desamarrar e dar força para a gente fazer a produção, colocar no mercado e ter um nicho de ganho e não ficar dependendo só dos programas institucionais”, enfatizou.

A Cooperativa dos Produtores Orgânicos e Agroecológicos do Sudoeste do Paraná (Coopervereda), do município de Verê, acertou financiamento do BRDE no valor de R$ 280 mil. O montante será usado para capitalização e saneamento da cooperativa, criada em 2015 para buscar preços mais competitivos aos pequenos produtores rurais da região.

PROPRIEDADES RURAIS– Duas propriedades rurais de Carambeí, nos Campos Gerais, também receberam nesta terça-feira, durante o Show Rural Coopavel, financiamento do BRDE para aumentar a produção.

Uma propriedade produtora de suínos vai receber R$ 3,4 milhões para aquisição de um biodigestor – sistema que transforma os resíduos da produção de proteína animal em biogás e biometano, reduzindo significativamente os custos com energia elétrica. O recurso também vai ser usado para aquisição de um sistema de separação de esterco. A propriedade é há 20 anos cooperada da Frísia, uma das principais cooperativas que atuam no Paraná.

Outro financiamento liberado pelo BRDE será para a implantação de um conjunto de biodigestor, motor gerador de energia elétrica e microrrefinaria para produção de biometano em outra propriedade criadora de suínos de Carambeí. O financiamento é de R$ 1,2 milhão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Santo Antônio da Platina, PR
27°
Tempo limpo

Mín. 12° Máx. 27°

26° Sensação
1.94km/h Vento
31% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h59 Nascer do sol
05h54 Pôr do sol
Ter 27° 12°
Qua 28° 12°
Qui 30° 14°
Sex 30° 16°
Sáb 32° 17°
Atualizado às 15h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,55 -0,82%
Euro
R$ 6,05 -0,84%
Peso Argentino
R$ 0,01 -1,66%
Bitcoin
R$ 397,048,10 +0,11%
Ibovespa
128,078,38 pts 0.36%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade