Sábado, 28 de Novembro de 2020
43 99124-9171
Policial VIOLÊNCIA

Marido é condenado por matar esposa e não revela onde escondeu o corpo

Mesmo condenado a 36 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão, Alexandre não acabou com o sofrimento da família de Lindiane que quer apenas dar um sepultamento digno para a jovem

20/11/2020 17h29
Por: Redação Fonte: Ric Mais
Foto: Reprodução/RIC Record TV
Foto: Reprodução/RIC Record TV

Após três anos, Alexandre Bilas do Nascimento acusado de matar e esconder o corpo de sua esposa, Lindiane Navarro Corrêa, de 24 anos, foi condenado a quase 37 anos de prisão pelo crime. A jovem é considerada desaparecida desde o dia 8 de dezembro de 2017 quando sumiu da casa onde vivia com o marido na Rua Miguel Mafuz, no Abranches, em Curitiba.

Desde o início da investigação, Alexandre sempre negou o assassinato e, durante o julgamento não foi diferente. No entanto, sua negativa não convenceu o Tribunal do Júri e ele acabou sentenciado por homicídio, ocultação de cadáver e tentativa de homicídio.

“Os jurados reconheceram que ainda que não houvesse cadáver, as provas que haviam nos autos eram suficientes para atestar que ele de fato matou a Lindiane”, explicou a promotora Roberta Franco Massa.

Os filhos de Lindiane hoje vivem com os avós e foi um deles que ajudou a esclarecer o desaparecimento da mãe.

“Nós tínhamos provas periciais, provas testemunhais e a principal prova: o depoimento que foi colhido de maneira especial na Vara da Infância do filho menor. O qual viu as agressões, o qual viu a mãe caída no banheiro já desacordada”, completou a promotora.  

Dias depois do desaparecimento da jovem, Alexandre ainda invadiu a residência dos pais de Lindiane e agrediu brutalmente o sogro. Pedro Afonso precisou ficar internado por uma semana devido aos ferimentos causados durante o ataque.

Corpo de Lindiane permanece desaparecido

Durante o julgamento foram feitas inúmeras tentativas para que o marido contasse onde escondeu o corpo de sua esposa, mas Alexandre não revelou o segredo. Marcos Santanna, assistente de acusação, ressalta que é possível que o condenado nunca fale a verdade. 

‘Eu acredito que por questão de foro íntimo, ele não fará isso [revelar a localização do corpo]. Até porque seria uma forma de vingança, porque já houve a condenação, então eu me vingo, deixo a família sofrer. Como? Qual é a saga? É não falar onde está o corpo dela”, pontuou Marcos Santanna. 

 “A única paz que eu vou encontrar mesmo, realmente, é saber realmente a verdade, se ele pode realmente mostrar onde que ela está. São dias angustiantes nesses anos que se passaram […] Achei que faltou muito hombridade dele de falar está assim, em tal lugar, mas isso não aconteceu ”, desabafou Pedro Afonso, pai de Lindiane. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Santo Antônio da Platina - PR
Atualizado às 19h10 - Fonte: Climatempo
34°
Muitas nuvens

Mín. 21° Máx. 35°

36° Sensação
12.6 km/h Vento
41.8% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (29/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Segunda (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.