14°C 30°C
Santo Antônio da Platina, PR
Publicidade

Paraná Trifásico entrega 13,7 km de novas redes por dia e já beneficia 366 municípios

Maior programa de investimentos em redes rurais do Brasil, iniciativa ultrapassou os 17 mil km de redes trifásicas em todo o Estado. Companhia est...

11/06/2024 às 17h30 Atualizada em 12/06/2024 às 09h29
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Copel
Foto: Copel

Com a construção de 13,7 km de novas redes por dia, em média, o Paraná Trifásico ultrapassou a marca de 17 mil quilômetros de estruturas instaladas e já beneficia 366 municípios em todo o Estado. Isso representa 68% dos 25 mil quilômetros que a Copel está construindo e vai concluir até o final de 2025. Ainda em 2024, a previsão é chegar a 20 mil km, 80% do total da iniciativa.

Continua após a publicidade

A companhia está investindo cerca de R$ 3 bilhões para construir as novas redes trifásicas, que substituem as antigas estruturas rurais monofásicas, modernizam a rede elétrica no campo e garantem acesso mais barato à rede para os consumidores rurais. Desde o início do programa, a empresa já aplicou R$ 2 bilhões nas obras.

“Com o Paraná Trifásico, estamos aplicando o que há de mais moderno em redes rurais para fortalecer a infraestrutura elétrica e proporcionar segurança energética ao estado”, afirma o presidente da Copel, Daniel Slaviero. Ele ressalta que a população do campo e o setor agroindustrial são os principais beneficiados. “Este é um programa que vai ao encontro das necessidades do produtor rural paranaense”.

OBRAS POR REGIÃO– Até o momento, o programa chegou a mais de 90% dos municípios paranaenses. O Centro-Sul reúne a maior parte das redes construídas: 4.054 quilômetros entregues. Os municípios de Reserva, que já recebeu 236 km de novas redes, Ponta Grossa (204 km), e Palmeira (194 km) são os que detêm a maior quilometragem na região.

Continua após a publicidade

Na sequência, o Oeste concentra 2.912 quilômetros de novas redes. Em Cascavel, são 244 km de redes, em Guaraniaçu, 163 km, e em Toledo, 159 km. No Noroeste, a companhia entregou 2.846 quilômetros de redes trifaseadas. Umuarama, com 109 km construídos, Mandaguari (96 km) e Nova Cantu (94 km) sediam as redes mais extensas na região. No Norte, as obras do Paraná Trifásico somam 2.503 quilômetros até o momento, com destaque para Cândido de Abreu, com 230 km, Londrina, com 121 km, e Ivaiporã, 107 km.

Já a Região Sudoeste recebeu 2.494 quilômetros de redes do programa: Francisco Beltrão tem 211 km de novas estruturas, Capanema conta com 113 km, e Coronel Domingos Soares soma 105 km. Por sua vez, na Região Metropolitana de Curitiba foram concluídos 2.357 quilômetros de redes trifásicas. A Lapa, com 308 km, é o município com a rede mais extensa. Rio Branco do Sul, com 232 km de novas redes, e Antônio Olinto, no Sul, com 174 km, são os outros destaques.

PROGRAMA– Toda a espinha dorsal da rede de distribuição no campo está sendo trifaseada, substituindo a tecnologia monofásica existente. Além de garantir energia de mais qualidade e com maior segurança, o programa proporciona o acesso do produtor rural à rede trifásica a um custo muito inferior ao que até hoje era pago.

Continua após a publicidade

“Os novos cabos que estamos instalando contam com uma capa protetora mais resistente à queda de galhos ou outros objetos”, explica Edison Ribeiro da Silva, superintendente de engenharia de expansão da Copel. Ele destaca que os postes antigos que se situavam no meio das plantações estão sendo retirados e os postes novos estão sendo instalados junto às estradas, o que facilita o acesso dos técnicos em caso de necessidade. “Dessa forma a gente fortalece a rede, melhora a qualidade do fornecimento de energia e leva mais conforto à população”.

As novas redes têm conexões inteligentes com a central de monitoramento da companhia por meio de equipamentos conhecidos como religadores automáticos. Esses equipamentos têm capacidade para identificar problemas e “abrem temporariamente” para passagem de eventuais curtos e para evitar desligamentos, além de religarem a energia sem precisar de interferência humana. Os dispositivos podem ser acionados remotamente pelo Centro de Operação da Copel, em Curitiba.

Culturas que dependem da energia elétrica intensiva para a sua produção ganham com o programa. Dentre elas, destacam-se leite e derivados, suinocultura, avicultura, piscicultura e fumo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Santo Antônio da Platina, PR
29°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 30°

28° Sensação
2.6km/h Vento
27% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h59 Nascer do sol
05h42 Pôr do sol
Dom 30° 15°
Seg 30° 15°
Ter 31° 15°
Qua 32° 15°
Qui 25° 17°
Atualizado às 16h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 376,860,13 +0,33%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade