12°C 26°C
Santo Antônio da Platina, PR
Publicidade

Homem teria planejado ataque com ácido em Jacarezinho

Mandante teria convencido mulher a jogar substância na ex-namorada e foi denunciado por tentativa de feminicídio

03/07/2024 às 14h16 Atualizada em 04/07/2024 às 17h44
Por: Redação Fonte: Tá No Site com MPPR
Compartilhe:
Isabelly Aparecida Ferreira Moro estava a caminho da academia, quando foi atacada - Foto: Reprodução
Isabelly Aparecida Ferreira Moro estava a caminho da academia, quando foi atacada - Foto: Reprodução

Em Jacarezinho, no Norte Pioneiro do estado, o Ministério Público do Paraná, por meio da 3ª Promotoria de Justiça da comarca, apresentou aditamento à denúncia oferecida contra uma mulher de 23 anos que arremessou substância corrosiva, composta de hidróxido de sódio (soda cáustica), contra a ex-namorada de seu companheiro. O MPPR incluiu o homem como réu no processo, pois foi apurado que ele teria sido o mandante do crime, praticado em via pública no dia 22 de maio, que vitimou a jovem Isabelly Aparecida Ferreira Moro, de 23 anos.

Continua após a publicidade

Após a análise dos dados extraídos do aparelho celular da denunciada, descobriu-se que seu companheiro planejou o crime e que, mesmo preso, apoiou os atos preparatórios, convencendo a mulher a aderir ao plano e executar o delito, estudando a rotina da vítima e atacando-a de surpresa quando ia para a academia. Os áudios armazenados no dispositivo demonstram que o denunciado tinha verdadeiro domínio do fato criminoso, além de trazerem esclarecimentos sobre sua motivação.

Tentativa de homicídio – Após tomar conhecimento do relatório de análise dos dados, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do investigado e instaurou novo inquérito policial para apuração de sua conduta. O Ministério Público manifestou-se favoravelmente à decretação da prisão e, concluídas as diligências investigativas necessárias, ofereceu denúncia contra ele, imputando-lhe o crime de homicídio qualificado na modalidade tentada.

Continua após a publicidade

O aditamento à denúncia aponta as qualificadoras de uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, emprego de meio cruel, feminicídio (crime praticado conta mulher por razões da condição do sexo feminino) e motivo torpe, pois o delito foi cometido pelo homem em razão do sentimento de posse que nutria em relação à ex-namorada e de vingança pelo término do relacionamento, enquanto a denunciada agiu motivada por ciúmes e inveja da vítima.

O denunciado, de 28 anos de idade, já tem condenações por crimes anteriores, estando preso preventivamente desde 23 de fevereiro de 2024 por roubo majorado por concurso de pessoas e emprego de arma branca, pelo qual foi condenado recentemente em primeiro grau.

A denúncia já foi recebida pelo Judiciário, nos próximos dias deve ser recebido o aditamento.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Santo Antônio da Platina, PR
14°
Tempo limpo

Mín. 12° Máx. 26°

13° Sensação
1.9km/h Vento
66% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h58 Nascer do sol
05h54 Pôr do sol
Qua 28° 12°
Qui 29° 13°
Sex 29° 16°
Sáb 30° 16°
Dom 32° 16°
Atualizado às 03h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,57 -0,05%
Euro
R$ 6,07 -0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,32%
Bitcoin
R$ 393,645,08 -1,61%
Ibovespa
127,859,63 pts 0.19%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade