Supermercado Real POP UP 2
LUIZINHO AR CONDICIONADO 970X90
Lettech 970x90
JUSTIÇA

Um dia após decisão do Supremo Lula deixa prisão

Lula saiu da sede da PF às 17h42 - pouco mais de uma hora depois da expedição do alvará de soltura

08/11/2019 19h30Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Fonte: Bem Paraná
EBC
EBC

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixou no final da tarde desta sexta-feira (8), a carceragem da Polícia Federal (PF), onde permaneceu preso um ano e sete meses, condenado em razão de denúncia da Operação Lava Jato por crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex do Guarujá.

Lula saiu da sede da PF às 17h42 - pouco mais de uma hora depois da expedição do alvará de soltura. Uma multidão de manifestantes saudou o ex-presidente empunhando bandeiras do PT gritando palavras de ordem.

Na primeira fala pública depois de ser solto, o ex-presidente fez questão de agradecer aos manifestantes que participaram da vigília em frente à sede da PF no bairro Santa Cândida em Curitiba, durante o período em que ele permaneceu preso. "Vocês não têm dimensão do significado de eu estar aqui junto com vocês", disse ele, visivelmente emocionado. "Todo santo dia vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para resistir a essa canalhice que o lado podre do Estado brasileiro fez comigo e com a sociedade brasileira", afirmou Lula. "Eu não poderia ir embora daqui sem poder cumprimentar vocês", garantiu o ex-presidente. 

A ordem de soltura do petista foi dada pelo juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, menos de 24 horas depois de o Supremo Tribunal Federal declarar inconstitucional a prisão após condenação em segunda instância - caso de Lula.

Lula foi condenado no caso triplex pelo ex-juiz Sergio Moro, atual ministro de Justiça e Segurança Pública, que lhe impôs nove anos e seis meses de reclusão. A pena foi aumenta para 12 anos e 1 mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o Tribunal da Lava Jato. Em abril deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) reduziu a sanção para 8 anos, dez meses e vinte dias de reclusão.

O petista cumpria pena desde a noite de sete de abril de 2018 em uma cela especial dentro da Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense. O ex-presidente é acusado de receber propinas da empreiteira OAS em troca de contratos da Petrobras.

O repasse teria sido materializado em obras de melhorias e ampliação de um triplex no edifício Solaris, no Guarujá, no litoral paulista, e também por meio do armazenamento de bens que o ex-presidente recebeu durante seus dois mandatos no Planalto, entre 2002 a 2009.

Lula sempre negou o recebimento de vantagens indevidas. Ele é réu em outras ações penais, como no caso do sítio de Atibaia, no interior paulista, pelo qual foi condenado a doze anos e onze meses de reclusão pela juíza Gabriela Hardt em fevereiro deste ano. O caso será julgado no próximo dia 27 pelo TRF-4, que analisará se a sentença será anulada e o processo remetido de volta às alegações finais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Foto Valdir
TOCA LANCHES
Ademir Imóveis 300x600
Cinema Caffe 300x600
Rodoviário Afonso 300x250
CINEMA CAFFE 300x250
RM AR CONDICIONADO
Lettech 300x250
Blogs e colunas
PIPELINE PISCINAS
CDS 300x250
Foto Valdir
SICOOB
Últimas notícias
SCHMIDT MOTOS 300x250
LUIZINHO AR CONDICIONADO 300X250
Mais lidas
NEFERSON 300x250 NOTÍCIAS
Supermercado Real 300x250 nas notícias
Óptica Visão
CENTRO AUTOMOTIVO BEIRA RIO 300x250 INTERNA
AUTOAR REVISORA 300x250