Supermercado Real POP UP 2
LUIZINHO AR CONDICIONADO 970X90
Lettech 970x90
POLÍTICA

Após soltura de Lula, manifestantes se reúnem na Justiça Federal e fazem ‘tomataço’ contra ministros do Supremo

Ato foi realizado na tarde deste sábado (9) e chegou a bloquear a Avenida Anita Garibaldi

10/11/2019 17h57
Por: Redação
Fonte: Banda B
Reprodução Curitiba Contra a Corrupção
Reprodução Curitiba Contra a Corrupção

Um dia após a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), manifestantes se reuniram em frente à sede da Justiça Federal, em Curitiba, para protestar contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que impede o cumprimento automático de pena após condenação em segunda instância. O ato foi realizado na tarde deste sábado (9) e chegou a bloquear a Avenida Anita Garibaldi.

Segundo a organização, cerca de mil pessoas participaram do ato, que contou ainda com a presença do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Felipe Francischini (PSL-PR).

Do carro de som, era possível perceber várias falas de apoio ao agora ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Os manifestantes também defendiam a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades nos tribunais superiores.

Ao logo da mobilização, chamou a atenção o ‘tomataço’ realizado contra os seis ministros que votaram contra o cumprimento automático da penas em 2ª instância: Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Gilmar Mendes, Celso de Mello, Marco Aurélio e Dias Toffoli.

Entre os grupos que convocaram o ato está o Curitiba Contra a Corrupção e o Movimento Brasil Livre (MBL).

CCJ

A CCJ da Câmara pode votar nesta segunda-feira a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que deixa clara, no texto constitucional, a possibilidade da prisão após condenação em segunda instância. Pelo texto, após a confirmação de sentença penal condenatória em grau de recurso (tribunal de 2º grau), o réu já poderá ser preso.

Hoje, a Constituição diz que o réu só pode ser considerado culpado após o trânsito em julgado, ou seja, após o esgotamento de todos os recursos em todas as instâncias da Justiça.

Francischini falou sobre o tema nas redes sociais: “Acabei de publicar a pauta da semana que vem. A PEC da Prisão em 2ª instância consta na pauta de segunda e de terça. Estou trabalhando com estratégia para atingir o quórum e para mapear os votos dentro da CCJ. Vamos em frente”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ademir Imóveis 300x600
Cinema Caffe 300x600
Foto Valdir
TOCA LANCHES
Lettech 300x250
Rodoviário Afonso 300x250
CINEMA CAFFE 300x250
RM AR CONDICIONADO
Blogs e colunas
CDS 300x250
PIPELINE PISCINAS
Foto Valdir
SICOOB
Últimas notícias
LUIZINHO AR CONDICIONADO 300X250
SCHMIDT MOTOS 300x250
Mais lidas
Supermercado Real 300x250 nas notícias
NEFERSON 300x250 NOTÍCIAS
Óptica Visão
CENTRO AUTOMOTIVO BEIRA RIO 300x250 INTERNA
AUTOAR REVISORA 300x250