Supermercado Real POP UP 2
Lettech 970x90
LUIZINHO AR CONDICIONADO 970X90
DIÁLOGO E INTERAÇÃO

Censo Social mapeará comunidades tradicionais e entidades do Paraná

Questionário encaminhado às prefeituras vai ajudar a localizar os povos tradicionais e as iniciativas da sociedade, facilitando a formulação de políticas públicas em áreas de interesse social

10/02/2020 19h08
Por: Redação
Fonte: Da Agência Estadual
Foto: AEN
Foto: AEN

A Superintendência de Diálogo e Interação Social (Sudis), do Governo do Estado, elaborou um Censo Social para mapear todas as comunidades tradicionais, movimentos sociais e entidades sem fins lucrativos do Paraná. O questionário será encaminhado às prefeituras neste mês de fevereiro e vai ajudar a localizar os povos tradicionais e as iniciativas da sociedade civil em diferentes áreas de atuação, facilitando a formulação de políticas públicas em áreas de interesse social.

Os municípios terão até 60 dias para responder e reencaminhar o questionário à Sudis. A medida faz parte do programa Diálogo Paraná Itinerante, que busca estreitar o relacionamento do Governo do Estado com comunidades, movimentos sociais e organizações.

BANCO DE INDICADORES - Os dados levantados no Censo Social alimentarão o Banco de Indicadores Sociais (BIS), ferramenta que está sendo elaborada, a pedido da Sudis, pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar). O BIS será disponibilizado a órgãos públicos estaduais e municipais, prefeituras e câmaras municipais, para embasar com dados socioeconômicos os projetos do Estado e dos municípios na área social.

O superintendente de Diálogo e Interação Social, Mauro Rockembach, explica que a proposta é conhecer de forma aprofundada a realidade social das comunidades paranaenses. “É uma ferramenta de planejamento, que contribui para conhecer essa realidade e trazer os cidadãos para dentro do contexto do Estado, dar voz e participação na elaboração de políticas públicas e em projetos importantes para a cidadania”, diz.

QUESTIONÁRIO – O Censo Social inclui questões como o mapeamento de áreas ou loteamentos irregulares nos municípios; identificação de conflitos urbanos ou rurais e reintegrações de posse; de políticas públicas para geração de emprego e renda; de mecanismos de prevenção e combate a Infecções Sexualmente Transmissíveis e HIV/Aids.

Com relação às entidades sociais sem fins lucrativos, a ideia é descobrir suas áreas de atuação e o impacto nos municípios do trabalho de instituições como Apaes, clubes de mães, associações de moradores e ONGs que atendem crianças, idosos, homossexuais, da causa animal, entre outras.

Outra área de abrangência é a identificação das comunidades tradicionais que existem no Estado. Na quinta-feira (30), a Sudis lançou o Grupo de Trabalho dos Povos e Comunidades Tradicionais do Paraná, com o objetivo de unificar as políticas públicas estaduais voltadas a povos indígenas, quilombolas, benzedeiras, cipozeiros, faxinalenses, ribeirinhos, ilhéus, religiões de matriz africana, ciganos e pescadores artesanais.

O primeiro passo do projeto é descobrir o número dessa população, onde as comunidades estão localizadas e os seus meios de subsistência. “O Diálogo Paraná Itinerante vai nos dar uma ideia das condições das comunidades e povos tradicionais do Paraná. Os dados que temos hoje são baseados no Censo de 2010 e já estão desatualizados”, explica o coordenador de Tratamento e Análise da Sudis, Denilton Laurindo.

ESCRITÓRIOS ITINERANTES – Após a análise dos dados recebidos no cadastramento, o próximo passo será a visita dos escritórios itinerantes nas comunidades onde as entidades e grupos tradicionais foram cadastrados. Os escritórios itinerantes funcionarão em vans e servirão como base para o atendimento da Equipe Técnica Multidisciplinar da Sudis, que contará, também, com parcerias de universidades, prefeituras e outros órgãos governamentais.

A ideia é promover rodadas de palestras e de capacitação técnica para os dirigentes e associados das entidades, os chamados Mutirões do Saber. “Esta etapa é uma das mais importantes, pois a partir daí será possível triar, estudar a viabilidade e dar o melhor encaminhamento possível para os projetos e políticas públicas que vamos implantar”, afirma Rockembach.

Santo Antônio da Platina - PR
Atualizado às 21h58
23°
Muitas nuvens Máxima: 29° - Mínima: 21°
23°

Sensação

22.4 km/h

Vento

72.4%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ademir Imóveis 300x600
Foto Valdir
Cinema Caffe 300x600
TOCA LANCHES
RM AR CONDICIONADO
WhatsApp Tá no Site Notícias
Lettech 300x250
CINEMA CAFFE 300x250
Rodoviário Afonso 300x250
Foto Valdir
KANOA TROPICAL HOTEL
WhatsApp Tá no Site
SICOOB
PIPELINE PISCINAS
CDS 300x250
Últimas notícias
SCHMIDT MOTOS 300x250
LUIZINHO AR CONDICIONADO 300X250
Mais lidas
Óptica Visão
NEFERSON 300x250 NOTÍCIAS
Supermercado Real 300x250 nas notícias
AUTOAR REVISORA 300x250
CENTRO AUTOMOTIVO BEIRA RIO 300x250 INTERNA